, ,

Caixa Acústica – Confira 1ª parte de suplemento sobre vidros acústicos

-

-

“Caixa Acústica” é o nome da publicação especial resultante da ação conjunta entre a Abravidro – editora de “O Vidroplano” – a Atenua Som – organizadora do Vidrosom, seminário técnico sobre acústica em vidro – e a Cebrace, patrocinadora do evento desde sua primeira edição.

A iniciativa tem por objetivo compartilhar com os profissionais vidreiros o riquíssimo conteúdo divulgado no 6° VidroSom, realizado em 12 de novembro de 2014 em São Paulo. Naquela ocasião, dezenas de profissionais dos setores de vidros, esquadrias e acústica assistiram a apresentações e debates abordando conceitos técnicos básicos, pesquisas recentes, regulamentações, cases e ensaios sobre o tema.

A série “Caixa Acústica” é composta por três suplementos. Juntos, eles formarão uma literatura inédita e atualizada, reunindo o que existe de mais avançado nos estudos de caso sobre acústica.

Na primeira edição, você acompanha em detalhes o conteúdo de duas palestras do VidroSom. Na primeira, Carlos Henrique Mattar, gerente de marketing da Cebrace e um dos maiores especialistas em vidro no Brasil, apresentou conceitos básicos sobre acústica e o vidro como barreira de som. Na segunda, o arquiteto Marcos Holtz traçou uma evolução do uso do material em edificações ao longo dos séculos.

--

-Diferenças no barulho

O limite de barulho suportado pelo organismo humano está ligado ao tempo de exposição a ele. Aguentamos por pouco tempo ruídos acima de 90 dB. Exemplo: nosso corpo suporta o som de uma turbina de avião (104 dB) por, no máximo, quatro minutos. Após esse período, sofrem-se perdas auditivas irrecuperáveis.
Além disso, a continua exposição a níveis superiores pode causar males diversos como diminuição do poder de concentração e da resistência imunológica e estresse degenerativo.

Para se chegar a soluções para o conforto acústico de edificações, é importante lembrar que em uma metrópole, por exemplo, não existe apenas um tipo de barulho a se combater. Deve-se levar em conta o “espectro do ruído”, o conjunto de sons formados por várias fontes que causam distúrbios às pessoas.

-

Frequências Críticas
Todo tipo de vidro vibra ao receber uma frequência específica de som, diminuindo assim sua capacidade como isolante. Não basta, portanto, instalar vidros grossos em qualquer projeto. O ideal é estudar e combinar materiais para compensar essa inevitável perda (saiba mais sobre isso no próximo suplemento).

Vidros mais espessos. por exemplo, são excelentes para barulhos pesados, graves. Por outro lado, vidros finos atuam melhor contra sons agudos.

-
-Evolução da Aplicação
O uso do Vidro acompanhou diretamente a evolução da arquitetura. As catedrais, obras tão comuns nas cidades ocidentais, são ótimos exemplos para ilustrar a mudança ao longo dos tempos.

-

Conjunto de Soluções
O conforto acústico é apenas um dos benefícios que o vidro garante à construção civil. O material oferece solução completa para diversas questões relevantes à arquitetura moderna – entre elas, beleza estética e conforto térmico. A quebra de paradigma na aplicação do vidro indica que é papel do arquiteto mostrar à indústria quais os caminhos a serem seguidos pela construção civil.

-

IAC BUILDING  – Nova York, EUA
Obra do renomado arquiteto canadense Frank Gehry, inaugurada em 2007 como sede da InterActiveCorp, empresa de mídia online americana. As fachadas ganharam “Cool Lite KNT”, vidro low-e de controle solar da Cebrace,com o intuito de evitar a entrada de radiação solar durante o verão e a perda de calor durante o inverno.

-
Burj Khalifa – 
Dubai, Emirados Árabes Unidos

O maior prédio do mundo pode ser considerado o exemplo máximo da técnica na instalação do material – afinal, as placas da fachada precisam resistir às fortes rajadas de vento, além de proteger os usuários contra o intenso calor do deserto.
Inaugurado em 2010, possui SunGuard Solar Silver 20 e Climaguard NLT low-e, da Guardian, nas fachadas.


Este conteúdo foi elaborado por dois palestrantes

Carlos Henrique Mattar (carlos.mattara@cebrace.com.br)
Bacharel em engenharia metalúrgica e de materiais pela Escola Politécnica da USP, pós-graduado em gestão empresarial pela Fundação Getúlio Vargas e MBA em marketing pela Escola Superior de Propaganda e Marketing. Possui cursos de formação técnica na Escola do Vidro e na Univerdade do Vidro (França). Atua no mercado do vidro plano desde 2000 e é gerente de Marketing da Cebrace desde 2012.

Marcos Holtz (projetos@harmoniaacustica.com.br)
Arquiteto e mestre em acústica pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de Sao Paulo, é sócio do escritório Harmonia Acústica. Já participou como autor de cerca de 500 projetos de acústica.

O material está disponível para download, clique aqui.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *