Empresas realizam melhorias na acústica em escola publica

-

A ProAcústica começa a realizar um projeto experimental de intervenção acústica na Escola Municipal de Ensino Fundamental Desembargador Amorim Lima, localizada no bairro do Butantã, em São Paulo.

A ideia é avaliar o rendimento de aprendizagem dos alunos em um ambiente com a acústica adequada.
A ação consiste no fornecimento gratuito pelas empresas associadas da ProAcústica de materiais, soluções de projeto, instalação e serviços de medições de campo dos atributos acústicos, antes e depois das melhorias salas de aula.
Seis ambientes da escola receberam melhorias da qualidade acústica e as ações incluem tratamento acústico nos tetos (forros); venezianas acústicas entre salas e corredores; eventuais trocas de janelas, ou inclusão de barreira acústica entre pátio e rua, entre outras.
“O assunto de qualidade acústica em salas de aulas é complexo e importante. Nos EUA, por exemplo, é obrigatório o atendimento às normas técnicas de acústica específicas para salas de aula. Isso porque a má qualidade acústica influencia diretamente no processo de aprendizado dos alunos. É necessário haver condições mínimas para que o professor use adequadamente a fala e os alunos o entendam. Atributos como, nível de ruído de fundo, tempo de reverberação sonora e índice de transmissão de fala, são imprescindíveis para o bom uso dos espaços destinados ao ensino e aprendizado”, alerta Davi Akkerman, presidente da ProAcústica.
A Atenua Som participa do projeto fornecendo produtos e instalação nesta 1ª etapa do case Escola Municipal – Projeto de Intervenção Acústica.