Moradora consegue ação contra Igreja por excesso de barulho

Na região de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, uma moradora conseguiu uma indenização de 15 mil reais pagos pela Assembleia de Deus Missões, após uma batalha judicial travada por ambos.

Segundo a moradora, os cultos aconteciam diariamente e muitas vezes as atividades da igreja duravam mais de seis horas seguidas e ultrapassavam as 22h. Ela tentou por diversas vezes negociar com o pastor e outros responsáveis, mas sem sucesso.

Tamanha confusão gerou até mesmo vários boletins de ocorrência, mas a igreja alegou que os barulhos seriam apenas de duas caixas de som pequeno e um violão.

Durante a decisão judicial a igreja não mostrou nenhuma defesa perante o caso, o que fez com que a justiça declarasse que os ruídos ultrapassavam o número permitido por lei, de 55 decibels.

O caso foi concluído com a justiça reconhecendo a moradora como vítima de danos morais, por ter seu sossego e qualidade de vida lesados.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *