Posts

VidroSom apresenta soluções inovadoras para janelas acústicas

Saúde, Qualidade de Vida e Soluções Acústicas Práticas: Sem conhecimento, nada se resolve!

Com este sugestivo tema, a 12ª edição do VidroSom está marcada para o próximo dia 18 de Outubro.

VidroSom

VidroSom: ferramenta de informação e troca de conhecimentos

O VidroSom (Seminário de Soluções Acústicas em Vidro) foi realizado durante a Fesqua-2018, no São Paulo Expo. Em sua 11ª edição, apresentou soluções inovadoras e estudos de casos para 190 pessoas. Destacou também o papel do vidro, da esquadria e os cuidados que devem ser tomados no desenvolvimento de um sistema acústico.

O evento consolidou-se como a principal ferramenta de informação e troca de conhecimentos entre arquitetos, fabricantes, consultores e profissionais do setor.

Destaques do VidroSom

Nesta edição, o evento trouxe um palestrante internacional: o grego Yannis Papadiotis, gerente de acessórios para esquadrias da SchlegelGiesse. Papadiotis chamou a atenção para diversos pontos que devem ser observados na fabricação e instalação das esquadrias. Além disso, destacou cases de sucesso em obras na Europa. Em sua palestra, Roberto Papaiz, presidente da Screenline e do ITEC – Instituto Tecnológico da Construção Civil – destacou aspectos sobre o desempenho, estética, conforto acústico e sustentabilidade da “janela do futuro”.

O gerente de Desenvolvimento de Mercado da CEBRACE, Remy Dufrayer, mostrou como o vidro isola o ruído e as vantagens dos vidros laminados. Citou, como exemplo, o vidro laminado de 11mm de proteção solar Cool Lite Linha S aplicado no Hotel Grand Meliá (RJ).

Luciana Teixeira, também da CEBRACE, detalhou o projeto Habitat e os benefícios do vidro de proteção solar em residências.

A engenheira Michele Gleice da Silva, diretora técnica do ITEC, destacou a importância de fornecer, especificar e utilizar esquadrias e guarda-corpos que atendam aos requisitos da Norma de Desempenho Nº 15.575.

Já a arquiteta Carolina Monteiro, doutora em acústica e pesquisadora nas áreas de acústica arquitetônica e ambiental, apresentou as ações desenvolvidas pela Pro Acústica para a elaboração do Mapa de Ruído da cidade de São Paulo.

Por último, Edison Claro de Moraes, diretor da Universidade do Som/Atenua Som e idealizador do VidroSom, trouxe novidades do último Inter Noise realizado recentemente em Chicago (EUA). “Vi que a acústica veicular continua sendo a ‘vedete’ por lá”. Além disso, apresentou um vídeo que expõe os graves problemas acústicos enfrentados pelos vizinhos do Allianz Parque (arena do Palmeiras) em dias de jogos de futebol ou de shows.

E concluiu: “Quando se fala em desempenho de uma janela, o maior problema é do fabricante e não do instalador”. No encerramento, houve um debate entre os palestrantes, coordenado por Fernando Rosa, gerente executivo da AFEAL.

 

Concurso de Desenho

As alunas Isabelli Souza (6ª série A), da Escola Estadual MMDC, e Karina Rodrigues, da Nova 4E, venceram o Concurso de Desenhos “A Poluição Sonora e a minha vida”. As estudantes receberam dois notebooks durante o evento.

Nickolas Corazza Alves e Herbert Custódio da Silva que venceram o mesmo concurso em sua primeira edição, há 10 anos, estiveram presentes e foram homenageados.

Os profissionais eng. Nelson Firmino, do Grupo Aluparts, de 86 anos, especialista em esquadrias especiais e Fernando Passi, diretor da Divinal, também receberam homenagens pelos relevantes serviços prestados ao setor.

Mais uma vez, o evento teve caráter social: o dinheiro arrecadado com as inscrições foi doado para duas entidades:

  • Nova 4E – que atende 160 pessoas especiais na Mooca;
  • Creche Paula Maria, que cuida 210 crianças carentes, no Cambuci.

O VidroSom contou com patrocínio da CEBRACE e realização da Universidade do Som.

VidroSom 2015 – Seminário apresentou inovações em acústica do vidro

-

A 7ª edição do VidroSom (Seminário de Soluções Acústicas em Vidro) reuniu mais de 120 pessoas e apresentou cinco palestras de alto nível em Salvador (BA), cumprindo mais uma vez a missão de levar informação e conhecimento técnico sobre a capacidade acústica do vidro para arquitetos, consultores e demais profissionais do segmento.

Na primeira, o engenheiro Carlos Henrique Mattar – da CEBRACE – mostrou conceitos interessantes sobre como funciona o som, como é transmitido, como é feita sua caracterização, percepção e intensidade. Destacou também aspectos sobre o desempenho do vidro usado para isolar os ruídos e as diferenças entre o vidro laminado e o vidro monolítico. No final, apresentou detalhes sobre a evolução da aplicação do vidro em fachadas e estudos de casos de soluções acústicas em edifícios residenciais e corporativos.

O empresário Edison Claro de Moraes, vice-presidente de Comunicação e Marketing da AFEAL, e diretor geral da Atenua Som, usou de toda sua experiência em soluções acústicas para caixilhos para apresentar diversos “cases”. Em um deles, contou que um barulho estridente perturbou durante muito tempo os hóspedes do Unique, luxuoso hotel em São Paulo.

“Foram feitas diversas medições até que a situação foi resolvida graças a Lei da Fresta, segundo a qual 1 mm de fresta pode representar 10% de perda no isolamento”, frisou. Além disso, chamou a atenção para a importância do cálculo de transmitância acústica. “Não basta saber a transmitância do vidro se não conhecer a transmitância do perfil. Como melhorar os produtos se não temos esse número?”, concluiu.

A arquiteta Débora Barreto, de Salvador, mestre em Engenharia Ambiental Urbana na área de poluição sonora, destacou a influência da esquadria no isolamento de fachadas para atender aos requisitos da Norma de Desempenho 15.575. Neste contexto, explicou que a esquadria representa o elemento mais vulnerável em termos de transmissão sonora.

“No entanto, esse isolamento necessário depende diretamente da localização da edificação, ou seja, as características do entorno e o partido arquitetônico impactam diretamente no comportamento sonora”, explicou. No final, apresentou “cases” que comprovam a e influência de diversos fatores no isolamento global da fachada de uma edificação com foco nos projetos, tipologia e na qualidade da instalação da esquadria.

Já o empresário José Guilherme Aceto, diretor geral da Avec Design, apresentou uma janela deslizante, transparente, padronizada, com aplicação de vidro laminado ou temperado, que dispensa caixilhos e manutenção. Em sua apresentação, destacou também a necessidade de se utilizar produtos duráveis, evitando o descarte de materiais no Planeta. Encerrou a palestra com uma frase marcante do jornalista Joelmir Beting: “A natureza não se defende, ela se vinga”.

Por último, a engenheira Michele Gleice, diretora técnica do ITEC – Instituto Tecnológico da Construção Civil, fez um panorama dos ensaios acústicos realizados em esquadrias de diversas empresas, ressaltando a importância das empresas testarem seus produtos. “Aproveitem os laboratórios de ensaios como uma chance para errar”, sugeriu. “É melhor errar no laboratório do que errar no cliente”.

No final, todos os palestrantes participaram de um debate e responderam diversas questões da plateia. Realizado pela Atenua Som, o evento contou com o patrocínio exclusivo da CEBRACE e apoio da Avec Design, AFEAL, ITEC, PROACUSTICA, ABRAVIDRO e ABIVIDRO.

7ª edição do VidroSom será na Bahia, inscrições abertas

-

O VidroSom 2015 – Seminário de Soluções Acústicas em Vidro, vai apresentar sua sétima edição na Bahia, no dia 22 de Outubro de 2015, das 16h às 21h e será destinado para a trocar de informações e capacitação técnica de arquitetos, consultores atuantes e profissionais de esquadrias e acústica.

Durante as cinco palestras com profissionais conceituados no segmento, o participante irá receber informações sobre novas tecnologias, novos materiais, casos práticos de aplicação do vidro acústico e os melhores sistemas de proteção acústica, e suas melhores práticas.

O evento vai acontecer no Fiesta Bahia Hotel – em paralelo ao SAIE VETRO 2015  – Uma extensão regional da grande feira internacional FESQUA (Feira Internacional de Esquadrias, Acessórios e Componentes).

A região nordeste foi escolhida para receber os eventos devido ao alto potencial de desenvolvimento econômico e o efetivo crescimento no setor da construção civil.

Confira a programação do VidroSom 2015:

Credenciamento
16h00 às 16h40
Solenidade de abertura
16h45 às 16h55

1ª Palestra – Palestrante:
CARLOS HENRIQUE MATTAR (NOVAS TECNOLOGIAS DO VIDRO)
17h00 às 17h30

2ª Palestra – Palestrante:
EDISON CLARO DE MORAES (CASES ACÚSTICOS)
17h30 às 18h00

3ª Palestra – Palestrante:
DÉBORA BARRETO (CONFORTO ACÚSTICO)
18h30 às 19h00
Premiação do Concurso e Coffee break
19h30 às 19h30

4ª Palestra – Palestrante:
JOSÉ GUILHERME ACETO (JANELAS EFICIENTES)
19h30 às 20h00

5ª Palestra – Palestrante:
MICHELE GLEICE (ENSAIO ACÚSTICO)
20h00 às 20h30
Mesa redonda // Encerramento
20h30 às 21h00

– EVENTOS PARALELOS

Dia 23 de Outubro de 2015
16h00 às 16h50
Palestra: Esquadrias de PVC – A Evolução da Serralheria
Palestrante: Engª Priscila Andrade
Gerente de Vendas da Kömmerling
Membro da Comissão de Estudos 191 Esquadrias – ABNT

17h00 às 17h50
Palestra: Soluções 360º para a indústria de esquadrias
Palestrante: Marcos Lemes
Diretor de Negócios da Esquadgroup
Especialista em Marketing

18h00 às 18h50
Palestra: Melhores práticas de gestão para a sua empresa
Palestrante: Prof. Alexandre Araujo
Diretor do Canal do Serralheiro
Professor Universitário e Consultor do Sebrae

Local:
Fiesta Bahia Hotel
Av. Antônio Carlos Magalhães, 741,
Itaigara – Salvador – Bahia – Brasil
Tel.: 55 71 3352-0000

Clique aqui e inscreva-se para o VidroSom 2015

Confira o conteúdo da 6ª edição do VidroSom em 3 Suplementos

-

“Caixa Acústica” é o nome da publicação especial resultante da ação conjunta entre a Abravidro – editora de “O Vidroplano” – a Atenua Som – organizadora do Vidrosom, seminário técnico sobre acústica em vidro – e a Cebrace, patrocinadora do evento desde sua primeira edição.

A iniciativa tem por objetivo compartilhar com os profissionais vidreiros o riquíssimo conteúdo divulgado no 6° VidroSom, realizado em 12 de novembro de 2014 em São Paulo. Naquela ocasião, dezenas de profissionais dos setores de vidros, esquadrias e acústica assistiram a apresentações e debates abordando conceitos técnicos básicos, pesquisas recentes, regulamentações, cases e ensaios sobre o tema.

A série “Caixa Acústica” é composta por três suplementos apresentando um conteúdo inédito e atualizado, reunindo o que existe de mais avançado nos estudos de caso sobre acústica.

O material está disponível para download, clique abaixo:

Suplemento Caixa Acústica – Parte 1
Suplemento Caixa Acústica – Parte 2
Suplemento Caixa Acústica – Parte 3

Confira material completo da série “Caixa Acústica” – O vidro na barreira do som

-
“Caixa Acústica” é uma seleção de três suplementos com conteúdo baseado na 6ª VidroSom – seminário técnico sobre acústica em vidro – publicados pela revista “O Vidro Plano” em realização conjunta com a Abravidro, Atenua Som e a Cebrace, patrocinadora do evento desde sua primeira edição.

Na primeira edição , Carlos Henrique Mattar, gerente de marketing da Cebrace e um dos maiores especialistas em vidro no Brasil, apresentou conceitos básicos sobre acústica e o vidro como barreira de som. Participa também o arquiteto Marcos Holtz, que fala sobre a evolução do uso do material em edificações ao longo dos séculos.

segundo suplemento  apresenta exemplos práticos do uso do vidro acústico.
Nesta edição, Edison Claro de Moraes, idealizador do evento e diretor da Atenua Som, fala sobre soluções práticas para barrar ruídos a partir de cases de clientes da empresa e José Guilherme Aceto, diretor da Avec Design, apresenta tecnologias diferenciadas em caixilhos para aumentar o conforto acústico de edificações.

No terceiro e último suplemento, o conteúdo é focado em palestras de Edison Claro de Moraes, que mostrou resultados de ensaios realizados por sua empresa (Atenua Som) e na comparação e comportamento de diferentes tipos de vidro. Finalizando, a engenheira Michele Gleice, diretora-técnica do Instituto Tecnológico da Construção Civil (Itec) comentou sobre as normas do setor vidreiro e informações sobre o desempenho acústico.

Caixa Acústica – Confira 1ª parte de suplemento sobre vidros acústicos

 

“Caixa Acústica” é o nome da publicação especial resultante da ação conjunta entre a Abravidro – editora de “O Vidroplano” – a Atenua Som – organizadora do Vidrosom, seminário técnico sobre acústica em vidro – e a Cebrace, patrocinadora do evento desde sua primeira edição.

A iniciativa tem por objetivo compartilhar com os profissionais vidreiros o riquíssimo conteúdo divulgado no 6° VidroSom, realizado em 12 de novembro de 2014 em São Paulo. Naquela ocasião, dezenas de profissionais dos setores de vidros, esquadrias e acústica assistiram a apresentações e debates abordando conceitos técnicos básicos, pesquisas recentes, regulamentações, cases e ensaios sobre o tema.

A série “Caixa Acústica” é composta por três suplementos. Juntos, eles formarão uma literatura inédita e atualizada, reunindo o que existe de mais avançado nos estudos de caso sobre acústica.

Na primeira edição, você acompanha em detalhes o conteúdo de duas palestras do VidroSom. Na primeira, Carlos Henrique Mattar, gerente de marketing da Cebrace e um dos maiores especialistas em vidro no Brasil, apresentou conceitos básicos sobre acústica e o vidro como barreira de som. Na segunda, o arquiteto Marcos Holtz traçou uma evolução do uso do material em edificações ao longo dos séculos.

-

-Diferenças no barulho

O limite de barulho suportado pelo organismo humano está ligado ao tempo de exposição a ele. Aguentamos por pouco tempo ruídos acima de 90 dB. Exemplo: nosso corpo suporta o som de uma turbina de avião (104 dB) por, no máximo, quatro minutos. Após esse período, sofrem-se perdas auditivas irrecuperáveis.
Além disso, a continua exposição a níveis superiores pode causar males diversos como diminuição do poder de concentração e da resistência imunológica e estresse degenerativo.

Para se chegar a soluções para o conforto acústico de edificações, é importante lembrar que em uma metrópole, por exemplo, não existe apenas um tipo de barulho a se combater. Deve-se levar em conta o “espectro do ruído”, o conjunto de sons formados por várias fontes que causam distúrbios às pessoas.

-

Frequências Críticas
Todo tipo de vidro vibra ao receber uma frequência específica de som, diminuindo assim sua capacidade como isolante. Não basta, portanto, instalar vidros grossos em qualquer projeto. O ideal é estudar e combinar materiais para compensar essa inevitável perda (saiba mais sobre isso no próximo suplemento).

Vidros mais espessos. por exemplo, são excelentes para barulhos pesados, graves. Por outro lado, vidros finos atuam melhor contra sons agudos.

-
-Evolução da Aplicação
O uso do Vidro acompanhou diretamente a evolução da arquitetura. As catedrais, obras tão comuns nas cidades ocidentais, são ótimos exemplos para ilustrar a mudança ao longo dos tempos.

-

Conjunto de Soluções
O conforto acústico é apenas um dos benefícios que o vidro garante à construção civil. O material oferece solução completa para diversas questões relevantes à arquitetura moderna – entre elas, beleza estética e conforto térmico. A quebra de paradigma na aplicação do vidro indica que é papel do arquiteto mostrar à indústria quais os caminhos a serem seguidos pela construção civil.

-

IAC BUILDING  – Nova York, EUA
Obra do renomado arquiteto canadense Frank Gehry, inaugurada em 2007 como sede da InterActiveCorp, empresa de mídia online americana. As fachadas ganharam “Cool Lite KNT”, vidro low-e de controle solar da Cebrace,com o intuito de evitar a entrada de radiação solar durante o verão e a perda de calor durante o inverno.

-
Burj Khalifa – 
Dubai, Emirados Árabes Unidos

O maior prédio do mundo pode ser considerado o exemplo máximo da técnica na instalação do material – afinal, as placas da fachada precisam resistir às fortes rajadas de vento, além de proteger os usuários contra o intenso calor do deserto.
Inaugurado em 2010, possui SunGuard Solar Silver 20 e Climaguard NLT low-e, da Guardian, nas fachadas.


Este conteúdo foi elaborado por dois palestrantes

Carlos Henrique Mattar (carlos.mattara@cebrace.com.br)
Bacharel em engenharia metalúrgica e de materiais pela Escola Politécnica da USP, pós-graduado em gestão empresarial pela Fundação Getúlio Vargas e MBA em marketing pela Escola Superior de Propaganda e Marketing. Possui cursos de formação técnica na Escola do Vidro e na Univerdade do Vidro (França). Atua no mercado do vidro plano desde 2000 e é gerente de Marketing da Cebrace desde 2012.

Marcos Holtz (projetos@harmoniaacustica.com.br)
Arquiteto e mestre em acústica pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de Sao Paulo, é sócio do escritório Harmonia Acústica. Já participou como autor de cerca de 500 projetos de acústica.

O material está disponível para download, clique aqui.

É possível ajudar na transformação de sonhos em realidade

Evento já consolidado no setor, o VidroSom realiza ações sociais que poucos profissionais conhecem. Na última edição, por exemplo, todo o dinheiro arrecadado com as inscrições foi revertido para a Nova 4E – Entidade Especializada em Pessoas Especiais -, instituição localizada no bairro da Mooca (SP) que atende um grupo de 120 crianças, jovens e adultos com deficiência intelectual, visando oferecer qualidade de vida e inserção na sociedade.

Também foi realizado, pelo sexto ano consecutivo, o concurso de desenho sobre poluição sonora, que reuniu crianças de sete a 11 anos da Nova 4E e também alunos do colégio Oswaldo Cruz. O empresário Edison Claro de Moraes, superintendente da AtenuaSom e idealizador do evento, explica que o concurso de desenho foi criado para despertar entre as crianças o senso crítico e a responsabilidade diante de um problema grave, como a poluição sonora. Ao mesmo tempo, passar para a sociedade que as crianças também sofrem com este tipo de problema, principalmente nas grandes cidades. “Temos consciência que estamos contribuindo para aumentar a conscientização das pessoas diante deste problema grave que é a poluição sonora”, frisa o empresário.

Adote um sonho

Fundada em 1967, a Nova 4E tem convênio com a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, da Prefeitura Municipal de São Paulo, e todos os certificados e registros inerentes à filantropia. Entre as principais atividades desenvolvidas estão a psicologia, serviço social, oficinas educacionais, clube de mães, bazar permanente e atendimento às famílias por meio do Grupo Vida.

A Nova 4E conta atualmente com 24 funcionários. Entre eles, pedagoga, psicólogo, assistente social, orientadores educativos, cozinheira e auxiliares de cozinha, limpeza e higiene. O convênio mantido com a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social é insuficiente para cobrir as despesas com a folha de pagamento e a manutenção da instituição. Por isso, a Nova 4E depende de doações feitas por pessoas físicas e jurídicas da comunidade e do dinheiro arrecadado com eventos, como o VidroSom.

Outro exemplo da relação entre VidroSom e Nova 4E foi o vídeo, apresentado no seminário, com a temática: ‘Adote um sonho. Adote a Nova 4E’, que mostrava alguns alunos expressando, de forma emocionada, qual o seu maior sonho.

Confira desenhos selecionados no concurso cultural da VidroSom

O VidroSom  promoveu o concurso de desenho para estudantes de 7 a 11 anos de idade cujo tema é “COMO A POLUIÇÃO SONORA INTERFERE NA MINHA VIDA”.

Todo dinheiro arrecadado com as inscrições foi revertido para a Nova 4E – Entidade Especializada em Pessoas Especiais, do bairro da Mooca (SP) que atende um grupo de 120 crianças, jovens e adultos especiais (deficiência intelectual), visando oferecer qualidade de vida e inserção na sociedade.

Confira os desenhos que foram destaque:
[portfolio_slideshow id=1357].