Perda auditiva é mais comum em jovens do que em idosos

-
As mudanças de nosso estilo de vida e de alguns hábitos está causando uma mudança na faixa etária de quem reclama de problemas na audição; associamos problema de ouvir aos idosos, mas especialistas informam que a faixa etária que atualmente possui mais perda auditiva está entre os jovens.

Médicos informam quem está cada vez mais frequente adolescentes reclamarem de zumbido do ouvido.
Um dos principais hábitos que causam estes problemas é o uso constante de fones de ouvido de smartphones, tocadores de MP3, ouvir TV ou o próprio computador em volume alto. O abuso no consumo de bebidas alcoólicas, de cafeína, altos níveis de açúcar no sangue e o cigarro também impactam na saúde auditiva.

Os jovens também devem tomar cuidado com som alto durante festas e shows, o problema na maioria das vezes é considerado como temporário e não é encarado como algo mais sério.

Inicialmente os jovens não se incomodam com o barulho, mas com o passar o tempo o caso pode piorar, trazendo desconfortos na hora de dormir ou quando são realizadas atividades do dia a dia.

Aproximadamente 17% da população mundial têm zumbido no ouvido, de acordo com dados da Organização Mundial da Saúde, o que corresponde a cerca de 278 milhões de pessoas. Só no Brasil o problema atinge 28 milhões.

Apenas 20% das pessoas que apresentam zumbido procuram o otorrinolaringologista, alguns zumbidos podem ser administrados com tratamento, mas vale lembrar que a perda de audição é irreversível.

Nos Estados Unidos o tema já virou campanha entre os jovens, leia sobre o concurso que conscientiza adolescentes sobre perda auditiva induzida por ruído e assista aos vídeos vencedores de concurso sobre perda de audição.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer participar da discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *